A partir dos 30 anos de idade, a perda de colágeno já pode ser notada: a pele fica mais flácida e sem elasticidade, aparecem os primeiros sulcos, perda de volume e marcas de expressão.

Fatores como o tabagismo, a exposição ao sol e exercícios físicos intensos aceleram a degradação do colágeno e o envelhecimento.

Nessa fase, inicia-se geralmente a busca por procedimentos estéticos que retardem os efeitos do tempo e melhorem o tônus e a hidratação da pele.

Os bioestimuladores são substâncias aplicadas em injeções profundas na pele que estimulam a produção de colágeno e conseguem algum ganho de volume.

O procedimento é pouco invasivo, seguro e apresenta excelentes resultados.

Como funcionam os bioestimuladores?

Os produtos bioestimuladores estimulam a ação dos fibroblastos, células responsáveis pela produção de colágeno. Eles são biocompatíveis e totalmente reabsorvíveis, o que garante a segurança do procedimento.

A substância é injetada nas camadas mais profundas da pele e, com o passar do tempo, novo colágeno é formado na região. A melhora da firmeza e elasticidade é observada 4 a 6 semanas após a primeira sessão e continua progressivamente até o efeito máximo aos 6 meses.

A duração do tratamento é de 18 a 24 meses. São recomendadas 1 a 3 sessões com intervalo de 30 dias entre elas, seguidas por uma sessão de manutenção anual.

Indicações para o procedimento

Os bioestimuladores são indicados nos seguintes casos:

  • pele do rosto fina e sem elasticidade;
  • sulcos e marcas de expressão;
  • perda de volume na face;
  • perda de contorno da face;
  • flacidez no braço, coxa, glúteo e abdômen;
  • “umbigo triste”, muito comum após a gestação;
  • mãos envelhecidas.

Tipos de bioestimuladores

O bioestimuladores mais utilizados na dermatologia são:

Ácido poli-L-láctico (Sculptra®)

Um dos bioestimuladores mais utilizados em todo mundo, o ácido poli-L-láctico é seguro e tem resultados comprovados por dezenas de artigos científicos.

Apesar de não ter um efeito imediato de volumização com os preenchedores de ácido hialurônico, ele gradualmente promove a formação de colágeno, o que resulta em firmeza progressiva, melhora da elasticidade e do contorno.

Na face, o ácido-L-polilático pode ser usado na região malar, sulco nasolabial (“bigode chinês”), queixo e mandíbula. O produto pode ser utilizado em várias outras áreas do corpo como pescoço, peito, braços, dorso das mãos, pernas e glúteos.

Não é recomendado o uso do Sculptra® na região dos olhos e nos lábios.

Hidroxiapatita de cálcio (Radiesse®)

O Radiesse® contém microesferas de hidroxiapatita de cálcio em um gel de carboximetilcelulose.

Possui duas ações principais: ganho de volume imediato seguido por formação de colágeno, melhora da vascularização local e espessamento da derme, o que resulta em uma pele mais firme, com melhor textura e elasticidade.

O produto pode ser usado na face, pescoço, dorso das mãos, braços, abdômen, glúteos, coxas e joelhos.

Policaprolactona (Ellansé®)

As microesferas de policaprolactona promovem um efeito volumizador imediato e estimulam a produção de colágeno no local.

Por ser um produto de custo mais alto, o Ellansé® é mais utilizado no rosto.

Como é a aplicação dos bioestimuladores?

Inicialmente, um creme anestésico é aplicado na região a ser tratada, para diminuir o desconforto. Após alguns minutos a área é higienizada e o produto é injetado com cânulas nos tecidos profundos.

O procedimento dura entre 45 e 60 minutos e o paciente pode retomar as suas atividades logo depois. Nas primeiras 24 horas, compressas geladas ajudam a minimizar o inchaço e possíveis hematomas.

Efeitos adversos do tratamento com bioestimuladores

A ocorrência de efeitos adversos é incomum com a aplicação de bioestimuladores, mas podem ser observados:

  • desconforto durante a aplicação;
  • inchaço e vermelhidão no local;
  • pequenos hematomas;
  • pápulas ou nódulos transitórios.

Contra-indicações

Os bioestimuladores não podem ser utilizados em pacientes com:

  • história de preenchimento com produtos permanentes na área a ser tratada;
  • doenças autoimunes;
  • doenças granulomatosas;
  • doenças do tecido conjuntivo;
  • história de queloides.

Resultado dos bioestimuladores

O resultado do tratamento com os bioestimuladores depende principalmente da resposta do paciente, pois a capacidade do organismo para formação de colágeno varia de uma pessoa para a outra.

Geralmente, os primeiros efeitos são percebidos 4 a 6 semanas após a primeira sessão. O resultado final aparece após 3 meses e tem duração de 1 a 2 anos.

Outros fatores importantes para o sucesso do tratamento são a diluição do produto e à técnica de aplicação. Por isso, tenha sempre o cuidado de escolher um profissional capacitado para realizar procedimentos estéticos de qualquer natureza! Isso garante a sua segurança e torna os resultados mais previsíveis.

Perguntas frequentes:

Quais as diferenças entre os preenchedores de ácido hialurônico e os bioestimuladores?

A aplicação de ácido hialurônico tem efeito volumizador e hidratante para a pele. Os bioestimuladores, por sua vez, estimulam a produção de colágeno pelo organismo, tratando a flacidez. Além disso, o Radiesse® e o Ellansé® conseguem produzir um efeito de volume no local da aplicação.

Em quais partes do corpo os bioestimuladores podem ser aplicados?

Eles podem ser utilizados no rosto, pescoço, peito, braços, dorso das mãos, abdômen, glúteos, coxas e joelhos. Os bioestimuladores não devem ser aplicados na região dos olhos e na boca.

Quantas sessões são necessárias para se obter resultados?

São recomendadas 1 a 3 sessões com intervalo de 30 dias entre elas, seguidas por uma sessão de manutenção anual.

Quanto dura o tratamento com os bioestimuladores?

Geralmente, os primeiros efeitos são percebidos 4 a 6 semanas após a primeira sessão. O resultado final aparece após 3 meses e tem duração de 1 a 2 anos.

Quer descobrir se os bioestimuladores são o tratamento mais indicado para você? É só agendar uma consulta comigo clicando aqui!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *